janeiro 11, 2015

Arroz negro com feijão branco, no prato

E, depois de provar o arroz preto, posso agora dizer o que achei:
Não é uma delícia ... nada de outro mundo. E, achei que o preço da caixinha de 250 gramas que , custa o mesmo que  uma embalagem de 5 quilos de arroz branco, um exagero !
Porém, ele rende as porções que promete.
É basicamente arroz integral , e é mesmo , só que de cor diferente. Mas, é gostoso.

Ele demora pra cozinhar, ficou por 50 minutos no fogo e, usei mais água do que o recomendado na embalagem, porque senão, ficaria duro demais.
Achei que a cor dele no final do cozimento ficou a mesma coisa de quando estava crú.
E, é verdade que ele tem um aroma diferente. Durante o cozimento é fácil sentir seu cheiro e, eu achei que se assemelhava muito ao pinhão !
Então, posso concordar que ele tem aroma acastanhado mas, sabor eu não definiria dessa forma.
Minha nota para um arroz de 4 mil anos?  Talvez um  "7" , isso se ele conter as  vitaminas, minerais e óleos benéficos a saúde, que promete.




2 comentários:

  1. Oi, Cintia!
    Quatro mil anos? Caramba... deve ser super nutritivo!
    Eu comprei o arroz vermelho que alguns chamam de selvagem. Era o arroz que os índios brasileiros comiam antes do português descobrir o Brasil. Ainda não fiz... Estou esperando pela minha irmã que "diz que faz" um "Pato com arroz selvagem" (rs*). Depois te conto o que achei. Vou procurar por esse arroz negro.
    :)
    Beijus,

    ResponderExcluir
  2. Estava pensando em provar também o arroz azul ... mas, sabe de uma coisa Luma, acho que eles todos devem ter caracteristicas do arroz integral, porque na verdade eles todos devem ser mesmo da familia integral e, cores diferentes mas sabores parecidos ou quem sabe nutrientes iguais?
    De qualquer forma, é um arroz colorido e, sempre deve ficar bonito no prato ...rs.
    Arroz vermelho deve ficar chique , hein! ;)

    beijos

    ResponderExcluir

Olá! Não seja timído , deixa um recadinho ;)

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails