novembro 24, 2014

lembranças

O que são as lembranças?

Conjunto poderoso de sensações que nos faz passear pelos momentos passados de nossa vida e, por vezes nos faz chorar, seja por alegria ou tristeza.
No entanto, sempre é bom dizer que avançar é a lógica da vida e, mudar faz parte do processo.

Hoje, durante alguns minutos, meu coração pesou , senti lágrimas rolar , calmas porém, porque sei que uma história acabou para dar espaço para outra história, a minha própria.

Eu e o namorado compramos a casa em que meus pais viveram por muito anos, aqui cresci e vi minhas irmãs nascerem. Aqui vi alguns sonhos realizados e alguns interrompidos para sempre, como a velhice calma e tranquila de meus pais. Infelizmente minha mãe envelheceu sozinha ...


Esta janela fazia parte da casa, uma linda janela de madeira que esteve incrustada nas paredes por mais de 30 anos. Assim como tudo na vida, um dia se vai, as janelas da casa tiveram que ser substituídas porque o tempo não foi bom com elas. Faltou manutenção por alguns anos e, a madeira ficou fraca, estava lá mas, estava morrendo.
A troca das esquadrias já estava no planejamento da obra de reforma da casa, nós compramos peças praticas e modernas como falei aqui e, não estava mesmo querendo nada em madeira. Mas, tenho que confessar que fiquei emocionada vendo aquilo ser arrancado da parede, fiquei até chateada !
Era como se uma parte de minha história estivesse morrendo junto com a pobre janela. Emocionalmente , fazer reforma em casa com história não é lá muito divertido, não imagino como seria se tivessemos resolvido derrubar tudo e construir de novo, ainda bem que não é esse o caso. Acho que não estou preparada para tanto !

janelas novas em aluminio branco , não tão belas mas... são minhas novas janelas.


E, aqui fica lembrança, últimas fotos tiradas nas antigas janelas.



4 comentários:

  1. Oi, Cintia!
    Como escreveu "mudar faz parte do processo" e mais um ciclo se fecha. O bom é que continuará na casa que viveu a vida toda! Eu adoraria que isso acontecesse comigo, mas a casa em que morei nem existe mais. Pelo texto que escreveu, dá para você imaginar o que senti, quando visitando a cidade da minha infância, resolvi passar em frente a casa que morei e o que vi? Nada! Desmancharam a casa e no seu lugar tem apenas um muro. Lembrei do assoalho de madeira, tábuas largas que quando pisávamos, elas rangiam e do meu avô em sua cadeira de balanço dizendo que não era para correr na sala. Agora tudo que aconteceu naquela casa, seus cômodos, o fogão de lenha, as árvores no quintal... ocupam espaço apenas na minha mente.
    Muito dígno você ter mantido a casa na família!
    Beijus,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luma !
      Nunca pensei que coisas assim eram tão difíceis. Tudo bem que sempre adorei ir viajar mas, sempre amei voltar para casa... Acho que nossas raízes são, por vezes, mais profundas do que imaginamos.
      Beijos =**

      Excluir
  2. Criamos raízes e elas é que dão sentido à nossa existência.
    Não esqueci do seu aniversário, só que estive offline esses dias... Parabéns!! Toda a felicidade do mundo para você!
    Beijus,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada querida !! :D

      Este ano nem comemorei, estou tão focada na casa que não tive ânimo de comemorar. Para economizar um dinheirinho, eu e o namorado estamos preparando as paredes internas para serem pintadas, todo final de semana sem o pedreiro em casa, nós é que trabalhamos...rs, estou cansada , nem no blogue tenho mexido...
      Ano que vem comemoro dobrado ;)
      Beijos Luma e obrigada pelo carinho <3

      Excluir

Olá! Não seja timído , deixa um recadinho ;)

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails