junho 09, 2014

O confisco

Engraçado como uma coisa leva à outra!
Não tenho nenhum pretensão de tornar este blogue em algo político ou causador de polêmicas.
Mas, justamente por esses dias, quando em minha cabeça só passa preocupação , tive conhecimento de uma coisa tão abusurda que, tinha que escrever sobre e assim, aumentar minha lista da 'indignação'.
Mas, devo avisar que a 'coisa absurda' em questão, será escrita na próxima publicação, esta daqui será uma introdução sobre assuntos absurdos e politicamente incorretos.
Não consigo parar de pensar no quê o Brasil vai se tornar caso o poder continue em mãos tão descaradamente corruptas!

Para voce que, como eu, acha que temos vivido anos de trevas , gostaria de dizer que há esperança, pois o Brasil já viveu tempos ruins antes e, deu a volta por cima!
Para isso, basta que cada um de nós abrace a causa de tentar restaurar a 'ordem e progresso' de nossa bandeira.

Quando eu falo em tempos ruins, desde que tenho um mínimo entendimento sobre o assunto - política- duas coisas vem à minha cabeça. 
Uma delas é , sem dúvida, outra grande desgraça nacional chamada pelo nome de : Fernando Collor de Mello.
Foi o presidente mais jovem da história do Brasil (na época com 40 anos de idade), o primeiro presidente eleito por voto direto do povo, após o Regime Militar (1964/1985) e o único deposto por um processo de impeachment no país. 
Seu governo foi marcado pela implementação do Plano Collor e a abertura do mercado nacional às importações e pelo início de um programa nacional de desestatização. Seu Plano, que no início teve uma boa aceitação, acabou por aprofundar a recessão econômica, extinguindo em 1990,  mais de 920 mil postos de trabalho e uma inflação na casa dos 1200% ao ano e, várias denúncias de corrupção política.
 No governo Collor, os produtos importados passaram a invadir o mercado brasileiro, com a redução dos impostos de importação (hoje em dia quase tudo que se compra por aqui é de fabricação chinesa, parece uma volta no tempo? ). 
A oferta de produtos cresceu e os preços de algumas mercadorias caíram ou se estabilizaram.  Ao mesmo tempo, o governo passou a incentivar os investimentos externos no Brasil mediante incentivos fiscais e privatização das empresas estatais. No entanto, estes investimentos chegaram um pouco mais tarde, dado o receio dos investidores frente à instabilidade econômica do país naquele momento.
Entre tantas coisas, a concessão para exploração do sistema de transportes, o fim da proibição da participação estrangeira nos setores de comunicação, o fim do monopólio da Petrobras para a exploração de petróleo e a privatização de setores estratégicos ligados à energia e à mineração foram medidas adotadas em curto espaço de tempo ....  ( esse negócio ai da Petrobras esta lembrando alguma coisa recente, não acha? ) 
E, no final de tudo, caí uma bomba! - O Confisco .

Gostaria que voce prestasse atenção nisso que vai ler agora:

" Um dos pontos importantes do plano Collor previa o confisco dos depósitos bancários superiores a Cr$ 50.000,00 (cinqüenta mil cruzeiros, moeda brasileira na época ) por um prazo de dezoito meses visando reduzir a quantidade de moeda em circulação, além de alterações no cálculo da correção monetária e no funcionamento das aplicações financeiras. Mesmo sendo o confisco bancário um flagrante desrespeito ao direito constitucional de propriedade o plano econômico conduzido pela Ministra da Economia Zélia Cardoso de Mello foi aprovado pelo Congresso Nacional em questão de poucos dias.
Segundo o acadêmico Carlos Eduardo Carvalho, Professor do Departamento de Economia da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, a medida política executada pelo Governo Collor, que ficou conhecida como confisco, não fazia parte, originalmente, do Plano Collor e tem origem num consenso entre os candidatos à presidência da época: Fernando Collor de Mello, Ulysses Guimarães e Luiz Inácio Lula da Silva. "

* voce que esta lendo isso, prestou atenção no último nome citado??

O absurdo aconteceu, o governo de Collor simplesmente , ' afanou ' o dinheiro do povo, muita gente perdeu todo o dinheiro que tinha guardado porque, nessa época do confisco, as poupanças  entraram no congelamento mas o tempo passou e, o prazo de 18 meses passou e ... o dinheiro sumiu!


O dinheiro sumiu e, os que perderam suas econômias nada puderam fazer.
Como se não bastasse o passado negro, a assombração Collor de Mello resurge, e foi absolvido de todas as acusações de crimes praticados contra o povo!
E, o que é pior, em certo momento reclama:  quem vai indenizá-lo ... como é ?!

De tempos em tempos, o povo sofre duros golpes, como esse do mandato Collor e, não foi o primeiro ...  não será o último. 
Na próxima vou mostrar outro, e esse é um que eu nem tinha conhecimento até dias atrás mas, faz parte da história do Brasil e, são coisas importantes para lembrar quando estamos às vésperas de uma eleição tão importante para nosso futuro.










Um comentário:

  1. Oi, Cintia!
    Nem sei o que pode acontecer se o pt se manter no poder.
    O fato do Collor voltar para a política e se eleger, estar ao lado de Sarney, só prova que ele iria ser absolvido da culpa. É muita podridão!
    Vou aguardar a próxima postagem.
    Beijus,

    ResponderExcluir

Olá! Não seja timído , deixa um recadinho ;)

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails