maio 25, 2014

David Bowie no MIS

A exposição já acabou tem algum tempo. Eu fui , como fã do Bowie não perderia...
Porém, tenho que confessar que, não me agradou de todo. E, vou concluir logo de cara: o D. Bowie é muito além do que se mostrou lá!

Resumindo, foi fraquinha. Quase posso descrever a experiência como, uma ida ao guarda roupas de Mr. Bowie.

David Bowie poderia dispensar as apresentações, tenho convicção disso mas, só para lembrar, referido como "Camaleão do Rock" pela capacidade de sempre renovar sua imagem, tem sido uma importante figura no cenário musical popular e underground há cinco décadas e, é considerado um dos músicos mais inovadores e ainda influentes de todos os tempos, além de ser músico, atuou e produziu.



Como fã , falar qualquer coisa que não seja um elogio,  claro, é improvável. Mas, enquanto apreciadora de uma exposição montada para mostrar David Bowie, minha opinião é que faltou muito.
Da mostra, só trouxe algumas fotos e, quase todas eram de roupas usadas por ele. Diferente dessa outra exposição em que estive, do Elvis Presley, o acervo mostrado no Exposição dedicada ao David Bowie,  era bem modesto.

Uma coisa que poderia ser muito legal, e talvez tenha sido mesmo para muita gente, foi uma interação audio visual que o MIS realizou. Durante todo o trajeto da mostra, usavamos um equipamento que nos permitia ouvir individualmente os sons que acompanhavam as fotos e objetos ao qual estavamos observando. Eram músicas, trechos de entrevistas ( que infelizmente não tinham legendas) e, comentários variados.
*Duas coisas: uma, para quem domina o idioma Inglês, pode ter sido legal, ao contrário dos que não dominam que, ficaram 'boiando'. Outra, cada vez que voce se mexia, apenas um giro de corpo, mudava completamente o som dos fones de ouvido, isso por vezes me deixou cansada. No final da mostra estava me sentindo um pouco enjoada e, credito isso ao sistema.
Como eu disse, para alguns pode ter sido ótimo mas, para mim não foi. Na exposição do Elvis também tinha músicas e entrevistas e filmes passando em cada sessão que se entrava mas, era tudo muito separado e, coerente, essa experiência 'mutante' de sons a cada movimento achei um pouco exagerado, dava para perder o foco. Preferia mesmo era ficar ouvindo músicas dele ao fundo, uma seguida da outra sem parar que já estava perfeito!

Vamos as fotos agora, não muito boas porque eu não consegui acertar o modo que deveria fotografar naquele ambiente, meus ajustes não foram os melhores, paciência ...

Fotos do closet do Mr. Bowie =)
Aqui alguns modelitos estranhos e afins e, outras coisas mais bacanas que ele já usou em seus shows e videos.


Tem um traje ao qual darei destaque especial, esse que foi usado por ele para o clipe da música  Ashes to Ashes.




David Bowie atuou em  vários filmes também, trabalhou nas trilhas sonoras deles e, entre meus preferidos estão Fome de Viver e Labirinto , a magia do tempo. Esse último tem um 'Q' de infantilidade e perversão, e a trilha sonora dele , toda assinada por Bowie é muito bacana!







Veja mais fotos da exposição, alguns objetos e trabalhos aleatórios do 'Camaleão' .












E, assim eu encerro essa publicação. Deixo o que tenho de recordação da mostra, digo mais uma vez que foi muito pouco se comparado com todo o trabalho de Bowie. Mas, é mais uma lembrança, assim como lembro meus momentos mágicos durante o show que eu mesma tive a oportunidade de ver aqui em São Paulo quando, David Bowie se apresentou no estádio do Palmeiras em 23/09/1990.
Coisa que não se explica esse sentimento de fã , é fantástico!



Irmã mais velha (eu) e irmã mais nova em  Bowie no MIS





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! Não seja timído , deixa um recadinho ;)

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails