fevereiro 19, 2013

O que te dá medo?

Deixa eu pensar...  hmmm ... 10 minutos depois ....  20 minutos depois ...

Bom, das coisas normais dessa vida, tenho que dizer ter medo de pouca coisa, não tenho medo da morte , não tenho medo de gente morta mas, tenho medo de gente viva, principalmente de louco e bandido.
Tenho medo de passar fome, porque todos os dias exatamente depois de 3 horas de ter tido meu almoço, minha barriga dói de fome e, se não comer logo começo a ter dor na nuca e, já fico imaginando como é a vida dos que não tem comida ... trágico!
Tenho medo de ficar sem dinheiro também, porque quem diz que dinheiro não traz felicidade fala bobagem!
Dinheiro move o mundo ... não compra saúde mas, traz dignidade. Até pode trazer do mundo dos mortos, quem foi mesmo que inventou a clonagem? =P

Uma situação recente me fez pensar nisso, em medo e , fui levada pelo mau humor. Tanto que só conseguia ver as coisas de maneira 'sinistra' .
Estive a passeio em Curitiba, no Paraná, estado ao sul do Brasil , lugar bonito e amigos pra lá de importantes e, a gente sempre quer encontrar. Nessa viagem resolvemos ir de carro, a distância  é pouca , mas parece que levamos o urubu na mala, tudo deu errado, demoramos eternidade para chegar lá e para voltar também, parecia que estavamos atravessando o País, o carro quebrou, gastamos dinheiro fora do orçamento.
Demos azar do começo ao fim da viagem e, na volta  já estavamos com pensamentos tão carregados que comecei a ver a paisagem de maneira um tanto peculiar. Para todo lugar que olhava era só congestionamento , caminhões e ... paisagens sinistras.

Olhava para as coisas e já imaginava um cenário de filme de Hitchcock , e olha que eu gosto do gênero. Daí resolvi pegar a máquina fotográfica e registrar o que eu estava vendo, porque para tudo que eu olhava, tinha cara de filme de terror , a paisagem perdia a cor e o sinistro estava lá. Sentimento raro em mim, e olhando as fotos agora vejo como estava perturbada...ahah.

Nada de medo mas, fiquei horas pensando que aquilo tudo poderia sim assustar muita gente.
Essa experiencia me fez entender melhor essa coisa de cabeça de artista porque, sei que eles vivem num lugar à parte para criar suas obras . Será que eu posso me considerar uma artista??  =D











4 comentários:

  1. Hehehe um pouco sinistras as fotos! ;)
    Temos que tomar cuidado com o rumo que damos aos nossos pensamentos, pois ele pode nos sabotar!
    Afora isso, também tem a energia das pessoas e elas são contagiantes. Você pode carregar energia negativa sem saber e até mesmo um bom amigo, sem querer lhe passar um mal olhado - termo que popularmente dão a energia negativa.
    Sempre quando tenho oportunidade, gosto de andar descalço na terra, molhar os pés em água salgada ou mesmo tomar um banho de imensão. Isso para mim é fácil, já que moro beira mar, mas você pode fazer isso em uma banheira, e se não tiver uma em casa, faz o famoso banho de descarrego! (rs*) Mas uma vez a sabedoria popular vem salvar os normais.

    ResponderExcluir
  2. Luma, voce viu né?...ahahah
    Quando eu vi as fotos , nossa... que doído, na hora resolvi fazer as fotos com um recurso da máquina que deixa as fotos com aparencia de antiga, mas depois trabalhei num programinha simples de fotos que tenho no meu pc. Eu já fiz as fotos com a intenção de deixar sinistras mesmo porque eu estava vendo tudo daquele jeito! As árvores na cor natural, são verdinhas e nem tão 'pesadas' assim, pareciam mais normais...rs
    Bom, por sorte chegamos bem em casa e isso já foi o melhor de tudo.
    Mas, no final gostei bem das fotos. :D

    E, quanto sua dica, vou aproveitar sim, tb tenho minhas crendices ;)

    Beijoo e boa semana!

    ResponderExcluir
  3. Eu também já passei por situações idênticas, em que parece existir algo sobrenatural, seja em paisagens ou noutra coisa qualquer e também já fiz o relato dessas situações no meu blog. No entanto, como quem conta um conto acrescenta um ponto, acrescentei um pouco de ficção para apimentar a descrição. Não sei se a Cintia fez o mesmo ou não no seu relato, mas numa coisa não exagerou... acho que se pode considerar uma artista, com grande preceção para a arte, pois se assim não fosse como é que se lembraria de fotografar aquelas paisagens numa altura tão terrífica? Qualquer outra pessoa estaria tão assustada que nem teria qualquer reação, muito menos artística.
    Parabéns pelas fotos e pelo relato fantástico.
    Beijinho e bom final de semana.

    ResponderExcluir
  4. Não amigo José Alexandre, não acrescentei não...rs, na verdade deixei de acrescentar, a viagem foi horrível!
    Os detalhes eram maiores , fora o calor , o trânsito pesado na estrada , muitos caminhões e reformas na pista, o que nos fez ficar horas parados na estrada, esperando a condição de seguir viagem... mas tenho que dizer que isso tudo pesa na cabeça da gente e, certa hor voce começa a temer porque parece que não vai conseguir chegar em casa nunca mais e, dá um certo medinho de sofrer algum acidente sim... coisas negativas passam pela cabeça da gente.
    As fotos que fiz justamente numa dessas horas, em que pensava coisas ruins, então resolvi fotografar para distrair e resolvi faze-las com efeito antigo... depois quando vi as fotos, já em casa, percebi como estava perturbada , achei que elas tem um clima pesado também, mas gostei do resultadio final.

    :)

    ResponderExcluir

Olá! Não seja timído , deixa um recadinho ;)

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails