julho 26, 2012

porque te amo ...


 
Eu te amo porque te amo,
Não precisas ser amante,
e nem sempre sabes sê-lo.
Eu te amo porque te amo.
Amor é estado de graça
e com amor não se paga.
Amor é dado de graça,
é semeado no vento,
na cachoeira, no eclipse.
Amor foge a dicionários
e a regulamentos vários.

Eu te amo porque não amo
bastante ou demais a mim.
Porque amor não se troca,
não se conjuga nem se ama.
Porque amor é amor a nada,
feliz e forte em si mesmo.

Amor é primo da morte,
e da morte vencedor,
por mais que o matem (e matam)
a cada instante de amor.

( Carlos Drummond de Andrade )



4 comentários:

  1. Carlos D. e otimo mesmo..parabéns pela escolha...
    Passando pra conhecer seu blog e convido vc a ir em sonhos...
    Voltarei mais vzs se assim me permitir
    Abraços carinhosos..
    Lucinha

    ResponderExcluir
  2. Olá Lucinha, agradeço sua 'passadinha' e claro que é bem vinda!
    Volte mais vezes...estarei visitando vc tb :)

    abraço ;)

    ResponderExcluir
  3. Olá Tin,
    Um belo poema de Carlos Drumond de Andrade, que eu não conhecia e que demonstra bem o mistério e a força universal do amor.
    Eu gosto de poesia, de vez em quando tento brincar aos poetas, rabiscando alguns textos.
    Os nossos blogues, mesmo sendo muito diferentes, têm algumas coisas em comum, entre as quais o gosto em partilhar aquilo que sentimos. Sempre que aqui venho aprendo algo de novo!
    Não sei se a Tin também escreve poesia ou se, inclusive, já publicou algum poema de sua autoria, mas se o ainda não fez, porque não experimentar? Em cada pessoa existe um poeta e quem sabe se a Tin não tem uma grande poetisa escondida dentro der si...
    Beijinho.

    ResponderExcluir
  4. Meu querido amigo, não tem poetisa aqui não...infelizmente...
    Mas, sim tenho a sensibilidade de apreciar aos outros. Gostaria de ver seus escritos qualquer oportunidade dessas, será um prazer!
    Beijoo pra vc meu amigo!

    ResponderExcluir

Olá! Não seja timído , deixa um recadinho ;)

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails