setembro 11, 2011

reflexão sentimental

Por dois dias seguidos eu ouço falar do tal relacionamento não assumido e penso se isso não esta se tornando um mal comum .
O que me deixa pensativa é que eu mesma estou num desses, saindo com alguém, ficando, 'namorando' vivendo bons momentos e na real, sem pensar no futuro... e se isso tem futuro.
Não quero pensar, porque sei que isso vai me chatear. As pessoas hoje em dia se querem mas sem querer serem  vistos como um 'compromisso'.

Não sou dessas pessoas que analiza tudo para achar a devida explicação para as coisas mas, tenho certeza que se alguém fizesse isso por mim, talvez dissesse que eu estou errada ou quem sabe daria o palpite de que estou perdendo tempo.
Mas, sabe o que é mais interessante nisso tudo?
Me descobri madura nesse momento, nada de surto por conta daquela espera por um rótulo (namorado) ...  as coisas não tem que tomar proporções exageradas, sendo que os dois querem estar juntos, ficar chateada por não ser  'assumida'  é bobagem.
Para mim o fato de ele querer meu bem, querer cuidar de mim se preocupando se estou com fome, com sede, com frio, confortável já é uma grande demonstração daquilo que não quer assumir como um rótulo.
Preocupado comigo e todos os pequenos gestos demonstrados  me fazem acreditar que eu sou a pessoa mais importante daquele momento, ser muito querida  me faz estar de bem com a vida.

Engraçado como nós Latinos somos apegados a essas coisas e convivendo virtualmente com os estrangeiros , diáriamente eu vejo neles um desapego ' inteligente ' de seus parceiros ... não é que eles não liguem para seus parceiros, amor é amor seja lá onde for ... mas certamente eles tem um equilíbrio emocional maior do que nós Latino Americanos. Por vezes, nós mulheres latinas somos critícadas por nosso ciúmes e realmente, hoje em dia, vejo que existem coisas extremas nesse sentimento.

O fato é, nada como viver um dia de cada vez para vivenciar o que é a maturidade e, como isso acalma o coração da gente!
Talvez seja essa uma vantagem em se ficar velho afinal.






Tô me afastando de tudo que me atrasa, me engana, me segura e me retém. 
Tô me aproximando de tudo que me faz completo, me faz feliz e que me quer bem. 
Tô aproveitando tudo de bom que essa nossa vida tem.
Tô me dedicando de verdade pra agradar um outro alguém. 
Tô trazendo pra perto de mim quem eu gosto e quem gosta de mim também. 
Ultimamente eu só tô querendo ver o ‘bom’ que todo mundo tem. 
Relaxa, respira, se irritar é bom pra quem? 
Supera, suporta, entenda: isento de problemas eu não conheço ninguém. 
Queira viver, viver melhor, viver sorrindo e até os cem. 
Tô feliz, to despreocupado, com a vida eu to de bem.
( Caio Fernando Abreu )


Um comentário:

  1. Olá amiga Cintia
    Pela carga sentimental deste excelente texto, parece que anda paixão no ar!...
    Desejo que os seus sonhos felizes se realizem e, já agora, ninguém fica velho, fica sim, mais maduro e experiente vivendo a vida de uma forma intensa, mas também com mais calma e bonomia.
    Beijinhos e bom final de semana.
    José Alexandre

    ResponderExcluir

Olá! Não seja timído , deixa um recadinho ;)

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails