julho 30, 2008

O Pássaro

Hoje minha mente esta entulhada de coisas...
só que não são coisas de todo boas, daí no meio de um turbilhão , não bem vindo, de chateações , dou de cara com uma cena que por vezes contemplo.
Confesso que não sou apreciadora de pássaros na gaiola, acho essa coisa de prender animais em pequenos cubículos um ato dos mais egoísta e estúpidos.
Aquele pequeno pássaro em sua pequena gaiola, pendurada numa árvore...
Será que era pra dar a impressão de liberdade?
Será que era para dar a impressão que ele estava no 'lar'?
Não sei, mas sinceramente acho triste isso de um ser alado , ter que ficar de um puleirinho para o outro o seu dia inteiro , sabendo voar e não podendo.
Ser humano ... a essência da ignorância do mundo!

julho 21, 2008

Resgatando a " velharia "

Tem algum tempo que estou falando isso, minha vida esta num momento ' flash back' ...
Toda hora tem alguém do passado batendo a minha porta, seja para apenas dar notícias de que estão vivos e bem ou para ir para as festas comigo.
Nem preciso falar que as festas estão rolando.
Este final de semana foi muito especial, na festa do Via Underground encontramos amigos de exatos 20 anos atrás.
Nunca comentei aqui mas, na década de 80 eu já estava participando das 'festinhas' e, nessa época eu conheci uma coisa que faz parte de minha vida até hoje.
Foi quando eu conheci o mundo 'underground' que minha cabeça começou a pensar diferente ... uma época muito louca e que formou muito da minha personalidade atual.
Por isso chamo esse bloguinho de "estranho mundo de Tin" .
O meu mundo é cheio de gente que beira o exótico, seja pela aparência ou pela personalidade, mas são todos gente boníssima!
Para vocês terem idéia do que eu falo, hoje não faço mais isso de usar um visual mas, já usei quando era mais nova.
Em 1987 , por exemplo, eu usava roupinhas negras, era diferentinha...
Vou postar aqui uma foto do ano de 1989, quando aqui em São Paulo eu frequentava uma casa chamada "Treibhaus" ("Estufa" em alemão), aqui , se você ficou curioso, tem fotos daquela época e outras mais novas tiradas por ocasião das festas comemorativas que são realizadas com intuito de juntar pessoas que lá estiveram no final dos anos 80. E, vários 'links' para saber e conhecer o que foi essa lendária casa noturna da cena alternativa de São Paulo.

Não se assustem !

Era muita curtição, e todo exagero era permitido.

São meus três amigos e eu, da esquerda para direita, Bob, Alexandre e Marcelo e euzinha ali no meio ... carinhosamente amassada.

Então, voltando ao foco:

Este final de semana no Via Underground apareceram alguns 'dinossauros' (como diz o Fábio).

Nós eramos amigos e, como todo mundo , cada um foi cuidar da sua vida.

Ficamos vários anos sem ver alguns deles, outros a gente encontrava por ai , mas passa o tempo e a gente continua gostando da mesma coisa ainda.

O Léo esteve presente a festa também, e apesar de ser novidade para ele, tá gostando muito ... o que esta me deixando muito feliz, gosto de saber que ele esta se divertindo. Aqui tem uma foto nossa lá, na pista de dança , pois agora o Léo dança!

Foi divertido!

Aqui a foto do pessoal : Fábio, Íris, Morto, Cintia, Márcio e Alex (esse era proprietário da Treibhaus) , nós todos estavamos no mesmo lugar a 20 anos atrás, e ontem tiramos essa foto ... super legal!

julho 17, 2008

Via Underground

Taí, esse é o nome do projeto desenvolvido por pessoas que conheço e que , por diversão, acabaram criando uma das baladas mais legais da cena alternativa aqui na capital de São Paulo.
É... é coisa do meu mundinho sim... nem todo mundo irá gostar.
Mas, estou lá... sempre que posso.
Dá uma olhada no site ...

julho 08, 2008

O centro de adoção da Avenida Paulista

Na semana passada fiquei de escrever sobre a festinha junina especial que fui, a convite de meu amigo Márcio .
Nessa festinha, estavam presentes vários ativistas e vários animais, alguns com seus donos e outros a espera de um dono.
Uma festa Junina promovida para divertir e principalmente divulgar o trabalho do centro de Adoção da Avenida Paulista.
Haviam muitos 'stands' na festa, muitas barraquinhas e muitos cães, Dj's , dança e até 'quadrilha de cães'.
Os peludos estavam vestidos à caracter e latidos e miados pra todo lado...foi muito legal e sem dúvida é um trabalho que merece ser prestigiado pelos amantes dos bichos.
A festa junina já foi mas, a feira de adoção esta permanente, todos os sábados e domingos das onze as dezenove horas na Avenida Paulista, 1919 - São Paulo.
Apareça e contribua... eles precisam de doações de tudo que você imagina, ração, medicamentos, dinheiro, material de limpeza, jornal, roupinhas para os cães, caminhas, casinhas, comedouros e bebedouros e acima de tudo boa vontade...
Doações, contribuições, voluntários e muito Carinho são sempre bem vindos!

O centro de adoção da Avenida Paulista é um grupo de voluntários, apoiados pelo "Spá Fazenda Igaratá", organizados e instruídos pelo biólogo Lito Fernandes, que é o idealizador do "Projeto Natureza em Forma", que acolhe cães e gatos, muitas vezes provenientes de maus tratos e do C.C.Z., tratam destes animais, alimentando, vacinando, vermifugando, esterilizando, e os deixando prontos para serem adotados e acharem um lar digno e com muito amor.
Realizam todos os sábados e domingos, entre 11:00 e 19:00 horas, uma feira de adoção de cães e gatos na Avenida Paulista, número 1919. (Por Márcio)

julho 07, 2008

Mc Kasher

Tá...eu também não tinha idéia do que era isso até, dar de cara com uma reportagem na revista do jornal Folha de São Paulo...infelizmente não sei onde a revista foi parar, senão colocaria aqui na integra a reportagem.
Comida kasher, é coisa de Judeu ...
E, fiquei intrigada quando vi que os Judeus se converteram ao "fast food" aqui em São Paulo.
Por isso li a reportagem e por isso quis escrever aqui.
Teve um dia aqui na capital que o MC Donald's abriu uma de suas lojas exclusívamente para a comunidade Judaíca e preparou 'pencas' de MC Kashers .
Com a supervisão de um rabino, os equipamentos do restaurante em questão foram trocados por novos , os alimentos foram trazidos e prepados conforme as leis do livro sagrado deles e daí a comunidade se reuniu e foram todos felizes e contentes 'devorar' toneladas de Mc lanches.
A coisa foi um sucesso ... tanto que a comunidade quer mais.
Só não entendi direito uma coisa:
" Tá certo fazer a coisa toda acontecer segundo os preceitos religiosos , daí ninguém se ofende e ainda sim experimentam uma das coisas mais comuns e cultuadas no mundo moderno , o "fast food".
Tá certo, que tudo foi trazido para o restaurante por eles mesmos, desde o equipamento utilizado no preparo das Mc Tralhas assim como, os próprios alimentos , carne, vegetais ...tudo criado e cultivado por eles mesmos... os molhos especiais e até o "Chefe - Rabino".
Tá certo que a cena foi inusitada e por isso mesmo linda...aquele monte de gente provando pela primeira vez o Mc gosto... e que carinhas felizes!
Aquele monte de homens, adultos e crianças com seus chapéus que não sei o nome... mas na foto divulgada, todos estavam usando... como manda o livro sagrado.
Tá certo que isso foi único e por isso mesmo especial... e que através disso nós ficamos mais informados a respeito das tradições e costumes deles.
Mas, não entendi o motivo do ' ketchup e picles (os pepininhos em conserva) ' terem sido importados dos Estados Unidos.
Isso não foi explicado, mas durante a reportagem parecia não ser necessário pois, talvez fosse tão óbvio que não precisava , sei lá.
Mas, realmente não entendi...
Por que ketchup e pepinos Americanos (lógico?) para as Mc Guloseimas Kasher ?!
Nota:
Eu já fui fã ardorosa das Mc porcarias mas, realmente essa fase é mais feliz... tem dois anos que não como MC Donald's e definitivamente decidi que o Mc palhaço não vai ficar mais rico ganhando meu dinheirinho nem mesmo por causa da Mc casquinha.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails